terça-feira, 14 de agosto de 2012

Oi, queridos! Se lembram que eu comentei sobre a praia de Viena em um post há poucos dias? Pois é! Schatz e eu combinamos de ir lá no sábado conhecer, dia que amanheceu chuvoso e, claro, não deu para ir. Deixamos para domingo e fomos. Primeiro: é uns 30 minutos de distância daqui (contando só o tempo dentro do metrô). Isso é um ~ fator de desanimação ~ total!

Ir à praia, para mim, significa acordar com solzão, colocar o biquini e saída de praia, tomar um bom café da manhã, dar 10 passos e já sentir a areia no pé! Agora imagina a trampeira que é andar 30 minutos só de metrô - sem contar o tempo para chegar até o metrô e a caminhada de 1 km saindo da estação até chegar na praya. Por tudo isso, chamarei Vienna City Beach Club de praya a partir de agora (com "i" é a que a gente conhece e com "y" é a falsificada). Até chegarmos lá, minha euforia já estava 70%.

E o contraste que é a região? Alguns pontos do Danúbio eram lindos, mas é só virar o pescoço que vai ter uma ponte gigante, pixada e que simplesmente não combinava com o rio. Ok, fomos ver no painel onde estávamos e onde era a Vienna City Beach Club. O certo seria andarmos 1 km para o norte, mas Schatz teimou em dizer que era caminhando para sul. Como ele sempre está certo quando o assunto é mapa, concordei e começamos nossa caminhada que, ao final, daria 6 km! Ah, pertinho do painel tem uma ponte, onde é possível ver uma galera andando de Wakeboard (O ticket válido para o dia custa 48 euros por adulto. Também é possível pagar por hora: 19 euros por hora, cada adulto, 30 euros, 2 horas, um adulto. O problema de pagar por hora é que quando você consegue finalmente ficar 3 segundos em pé na prancha, tchau. Teu tempo acabou. Agora, se você já consegue ficar em cima da prancha, pode até compensar, já que esta hora será bem utilizada. Em todos os valores que eu coloquei aqui estão inclusos o aluguel dos equipamentos básicos e a entrada). Parecia ser bem divertido!

Não dá para ver direito na foto, mas você se segura em um cabo, que vai te puxando em círculo e você vai fazendo suas manobras radicais - para mim até ficar em cima da prancha já é radical. Quem já esquiou ou já viu como funciona, vai saber como é: sabe o cabo que te leva para o topo (ou onde você quiser esquiar) da montanha? Não é o que dá para se sentar, que aparece em filme não! É aquele que você se segura, que te leva em pé! Então, é bem parecido com o que acontece no Wakeboard da praya de Viena.

Falei que Schatz teimou em dizer que a direção correta era para baixo, né? O lado bom é que eu posso contar o que tem por lá: depois de 1 ou 2 km tem um Hundebadebereich - um lugar reservado para cachorros nadarem.

Andando mais 1km, tem um lugar para fazer churrasco (de gringo, não o nosso - não tem nem churrasqueira! Povo leva aquelas de mesa, sabe?) e nesta região é permitido nadar.


Achei lindo, mas pensem comigo: a primeira região reservada era para cachorro nadar. A segunda, para pessoas. Meus lindos, eu estou andando na mesma direção que o rio, viu? Vocês perceberam que as pessoas nadarão na água que o cachorro nadou, pulgou, ~ número umzou ~ e etc? Eu amo cachorros, mas entre amar e dar banho nele na banheira e eu tomar banho na mesma água que ele, é um pulo gigantesco. Tudo bem que eu acabei de comparar uma banheira com o Danúbio, mas o meu psicológico não deixa de ser afetado porque o rio é mil vezes maior ou porque a água já não é a mesma, já que tudo está em constante mudançzzzzZZZzz. Eu sei de tudo isso, mas não dá!

Amores, minha amiga austríaca está aqui em Viena. Combinamos de nos encontrar meio dia lá onde judas perdeu as meias - as botas ele perdeu antes do lugar combinado (eu sei que essa piadinha é velha, mas eu adooooro coisa sem graça) - e eu ainda tenho que me arrumar. Vou terminar o post deixando mais algumas fotos para vocês refletirem e agradecerem todos os dias pelo Nordeste, litoral de São Paulo, Rio e etc.

Para ver as fotos escutando: Assim caminha a humanidade - Lulu Santos.




Não vou dizer que foi ruim... Também não foi tão bom assim

, , ,

5 comentários até agora

  1. Ai Lê... a do cachorro foi ótimaaaa.... ri até...
    mas o lugar parece ser legal... : ) Não???
    aqui também andamos pra caramba pra chegar nas coisas...fazer o que... rsrsr
    beijosssssssss


    Responder comentário

  2. É praia de rio né?! Pelas fotos nao é muito diferente das praias de rio no Brasil, pelo menos as que eu conheci. Claro que a areia artificial ali na beira o mata... ehhehhe...
    E eu ia pensar a mesma coisa com relacao ao banho canino... nao ia conseguir entrar na água nao...
    beijo

    Responder comentário

  3. RI MUITO! AHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHA! A parte do Lulu Santos foi 10!

    Nadar onde cachorro nada: tô fora.

    Responder comentário

  4. HAHAHAHA Chorei com a parte do Lulu Santos!

    E também não curtiria nada onde cachorro nada. Mas afinal, você chegou a ir a "praya"? Nadou, tomou sol...? O local parece ser bem bonito apesar de tudo! Não é praia, mas né? Como rio tá bem maneirinho!

    :*****

    Responder comentário

  5. Camilla E. diz:

    Cara, por favor, da próxima vez coloque a Ciça para nadar nessa água, tire uma foto e me mande, pois será o quadro que colocarei no meu quarto! Grata!

    Responder comentário

Comente!