terça-feira, 7 de agosto de 2012

Há um mês Schatz e eu fomos convidados para a festa do nosso vizinho de porta. Achamos uma gentileza muito grande, já que somos novos na cidade, ele nem nos conhecia e bateu aqui na nossa porta para nos convidar dizendo que assim nós nos conheceríamos mais e também os outros vizinhos. Bonito da parte dele, né? O nosso apê tem 76 m2 (mais do que bom para um casal) e ele tem apenas três apês aqui no prédio. Gente, ele fez um triplex para ele e para mulher. Bonito da parte dele de novo, né? Pois é. A festa seria no jardim do prédio que nem é do prédio mais, porque é deles. Sério: o jardim "do prédio" é deles. Não é nem bonito da parte dele mais. É LINDO!

Pensem comigo, minha gente: você sabendo disso tudo aí, com que roupa você vai para o aniversário da criatura? Quase fui procurar uma loja da Hermès para alugar(?) um vestido para ir. Decidi ir com um desses vestidos que a gente usa no natal, sabe? Elegante, mas normal? Coloquei meu vestido, um salto alto e fomos para a festa. Antes de começar, eu tenho certeza que vocês vão achar que eu estou de brincadeira com a cara de vocês, mas eu já aviso logo que não estou. Queridos, estava combinado para começar às 18 horas. Os alemães são extremamente pontuais. Já contei aqui que Schatz e eu fomos convidados para um evento e nos disseram que começaria mais ou menos 20:00. Planejamos chegar lá umas 20:30. 20:15 nos ligaram em casa perguntando se a gente iria ou não porque nós éramos os únicos que faltavam. Depois de um micão desses, aprendemos a lição, né? Então, se a festa estava marcada para 18h, Schatz e eu já estávamos prontos e ficamos esperando dar 18:03 (doidera, eu sei) para irmos pro jardim. Chegamos lá na festa e a mulher do vizinho estava cuidando do jardim!!! Cuidar do jardim significa que ela estava com calça de ginástica, blusa do Brizola de 1840 e o cabelo daquele modo que vocês já podem imginar. Ele estava sentado, tranquilão, em uma cadeira. Quando nos viram, a mulher - que é Argentina - falou: "Vocês já chegaram? Vocês são da América do Sul, como eu!! Como são tão pontuais?" Eu respondi com o sorriso menos amarelo que pude fazer na hora: "É porque a gente morou na Alemanha!" Ela pediu desculpas e falou que ia tomar um banho. Gente, que vergonha! Sorte que depois de 5 minutos, chegou uma família e não nos sentimos mais os convidados inconvenientes da noite.

Nisso, a mesa já estava posta. Tudo super bem arrumado, mas se eu não tivesse visto um prato com carne e um molho e outro com frango e outro molho, juro que acharia se tratar de um jantar vegetariano.

Eis que a mulher do aniversariante volta do banho. Gente linda do meu coração: ela só mudou a blusa do Brizola! No pé, uma havaiana, gente. No aniversário do marido! Ela ainda vira para mim e fala ironicamente: "Meu sapato está super parecido com o teu, né?" Fundo do poço me definia. Eu já me sentia deslocada de novo. Ela era a única de havaiana, mas eu era a única de salto. Que vergonha parte II!!

Ela volta falando que trouxe tabule. AMO tabule, mas quando chegou, não era feito de trigo e sim de quinoa! Estava tudo super delícia para quem é natureba, mas gente, eu escuto povo falando: "nossa, ontem fui numa festinha ÓTIMA! Tinha coxinha, empada, risole" - meu paladar é super rico (not) - mas nunca escutei alguém falar: "melhor festa que já fui na vida! Tinha quinoa, amaranto, soja, linhaça... Só de me lembrar, já salivo!"

Meu salto ainda me preocupava. Perguntei ao Schatz se eu deveria subir para trocar de sandália porque estava me sentindo mal e ele respondeu que não, que ela tinha visto que eu estava de salto quando cheguei e, portanto, foi opção dela colocar havaianas. Não é que ele estava certo? Parei de pensar nisso, continuamos lá e foi super divertido! Conhecemos nossos vizinhos de baixo que são uns amores! Ah, conhecemos uma turca que também merece destaque. Ela não é do prédio, é amiga da vizinha de sei lá onde. O importante é que ela se sentou na nossa mesa (éramos umas 8 pessoas) e falou que queria se mudar de Viena, que já estava aqui há muito tempo e havia chegado a hora de se mudar (tudo isso em inglês). Uma mulher perguntou há quanto tempo ela morava aqui e olha a resposta delicada (só que ao contrário) dela: "Não quero falar". Pronto, cortou o assunto de todo mundo. Ninguém falou um "a" e a turca continuou: "eu não quero falar porque vocês vão me sacanear por causa do meu alemão..." Todo mundo continua em silêncio e ela diz: "4 anos". Ela não sabia naaaaaaaaada de alemão. Nem "hallo"!! Aí ela descobre que somos brasileiros e fala: "Lula". Eu: "Agora é mulher: Dilma!" Ela: "é, é" e falou o nome de mais alguns presidentes de países da América do Sul, olhou para a gente e falou: "Vocês tinham que ter orgulho do país de vocês!" OI?? Eu morar fora do Brasil significa que eu não tenho orgulho? E ela que é turca e mora em Viena? Era a suja falando da mal lavada! Ai que preguiça de hipocrisia que eu tenho! Aí ela veio com uns papos de deixar Che Guevara com inveja. Ai, que preguiça parte II! E continuou: "eu quero morar em um lugar onde eu possa falar que conheço o padeiro há 10 anos". Então para de se mudar, minha filha!! Se ela fosse escola de samba no carnaval, jamais escutaríamos: "Turca. Coerência, nota....DEZ". Confesso que peguei birra dela desde o segundo que ela soltou essa história de que deveríamos ter orgulho do Brasil, como se a gente não tivesse.

Tirando a turca, meu salto desnecessário e a quinoa, a festa foi ótima! Tiveram uns velhinhos tocando sanfona e violão e foi super legal! Deu um climinha de lual ótimo!! Pena que perto de meia noite tivemos que ir embora porque eu estava super gripada e como fiquei a tarde inteira pegando friagem, estava tossindo muito. Se não fosse isso, teríamos ficado mais com certeza!

Eu nem comentei se o aniversariante subiu ou não para tomar banho! Será que eu conto? Acho que vou deixar o mistério.*

Vou terminar o post com esta lição de vida: em festas de aniversários daqui, não se preocupem com salto ou com maquiagem. Super normal ir sem!



Beijos, queridos!

noɯoʇ oãu ǝlǝ*

,

8 comentários até agora

  1. Tô com as meninas! Ri MUITO! hahahaha! ótimo!!

    Responder comentário

  2. Camilla E. diz:

    hahahahahahah demais!!!!
    Olha, eu concordo quanto ao salto. Meu nome é Camilla e meu sobrenome é Sapatilha. hahaha
    Já a maquiagem, hmmm, hammm, heinnn, NÃO DÁ! hahah

    Responder comentário

  3. AHEUAUEAHUEHAUHEUAHUEHAUHEUAHEUHAUEHAHEA tu tava inspirada hoje, hein? tô chorando de tanto rir!

    Responder comentário

  4. :)
    LÊ! morri de rir.... você é muito boa para contar histórias.... já te disseram isso??? pois bem, é muito boa.... :) :) :)
    Que festa diferente hem??
    beijosssss

    Responder comentário

  5. Débora diz:

    Morri de rir também Leticia hahahahha!! achei que era só eu que ficava sempre horas pensando em "qual roupa vestir" antes da festa, e no final das contas..... tanto trabalho pra nada!!!!! um beijo e tudo de bom ;) Débora Valente.

    Responder comentário

Comente!