quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Viena é também conhecida pelas cafeterias. Em cada esquina, tem uma. No Brasil eu gostava de café, mas sempre preferi Lait au Chocolat (leia-se: leite com toddy. O francês foi só disfarce). Como aqui não tem Toddy eu tomo café quase todos os dias. Vienense ama se sentar em uma cafeteria e passar horas por lá. Ama tanto, que é normal marcarem reuniões pela manhã, o que eles chamam de Frühstück Meeting. Schatz e eu já vimos restaurantes servirem café da manhã até 15h da tarde! Ó a loucura!

No nosso primeiro mês aqui fomos conhecer uma cafeteria chamada Café Diglas. Nossos amigos alemães foram com a gente e eles ficaram encantados com os bolos e tortas de lá. Eu fui dar uma olhada na mesa de tortas e elas não me encheram os olhos, então, nem provei. O Diglas tem um menu de almoço com 4 ou 6 opções (não me lembro mais) e o valor em torno de 10 euros, sem bebida. Cada um de nós pediu um prato diferente e estavam todos bem saborosos!

E o banheiro do lugar? Minha gente do céu! Passei vergonha, como era de se esperar. Fui pela primeira vez sem saber de nada: são duas cabines e as duas estavam ocupadas. Esperei um pouco e uma menina saiu. Entrei e ela foi lavar as mãos. A porta da cabine era transparente!! Eu via a menina lavar as mãoes, pegar o batom, etc. Gente, imaginem a cena: tranquei a porta, vi a menina lá se embelezando no espelho e pensei: "deve ser transparente só para mim. Ela não está vendo nada. Certeza". O que eu fiz? Acenei para me provar que a menina não estava me vendo. O que eu vejo? A MENINA ACENANDO DE VOLTA! Não sabia se eu ria ou se chorava, mas a menina sabia. Ela riu e falou: "tem que trancar a porta!" Eu achei que já tivesse trancado, mas foi só até a metade. Sabe quando você tem que empurrar um pouquinho para trancar direito, senão a fechadura só vai até a metade? Foi desse jeito. Se não trancar totalmente, a porta não escurece. Depois do susto, corri até à mesa, falei para todo mundo e chamei minha amiga para ir comigo até o banheiro para eu tirar uma foto e mostrar aqui no blog. Vamos ver?

A porta estava assim quando acenei para a menina do espelho:

SERÁ que ela ia conseguir me ver, gente? ¯\_(ツ)_/¯

Quando você tranca certinho, fica assim:


Trancou? Agora você pode tirar água/café/aperol/cerva do joelho sossegada! Por motivos óbvios, eu não sei dizer se o banheiro dos homens também é assim!

Cafe Restaurant Diglas

Endereço: Wollzeile 10, 1. Bezirk
Aberto de segunda a domingo das 8 às 22:30h.


Beijos e bom feriado, queridos!

,

5 comentários até agora

  1. LÊ!!!!
    caracassss... que legal isso... :) :) :)
    menina achei super diferente essa porta, e se vc pensar bem é uma maneira fácil de saber se esta ou não ocupado... rsrsrsr
    pois já aconteceu comigo de entrar no nanheiro a porta esta semi-fechada e eu achar que tinha alguém lá dentro e ficar um tempão esperando... pra depois perceber que nào tinha ninguém.... rsrsr
    Vou mostrar este post pro Ivan... deu pra dar risada do seu "perrengue"... mas achei bem legal a porta amiga...rsrsr
    Agora imagina se a pessoa estiver fazendo o numero 2, sem saber da tal porta ou tirando meleca do nariz.... filha banheiro é o canto das privacidades 'toscas"... rsrsrsr
    beijÃO... ADOREI!


    Responder comentário

  2. Gente, o que é essa porta?!! Não consigo acreditar que exista uma coisa assim... quem foi o doido que inventou?!! Sério, tô pasma... não vou neconseguir comentar sobre a delícia que deve ser morar numa cidade com tantos cafés como Viena!!

    Responder comentário

  3. Hahahaha, to rindo muito!
    Não achei nenhuma dessas em Berlin ainda!

    Muito legal :-)

    Responder comentário

  4. HAHAHAHAHAHHAHHAHAHAHAHAHAHAHHA AMEI!!!!!!!!!

    Responder comentário

  5. Camilla E. diz:

    Leitoka, DEMAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! hahaha
    Eu imagino muito essa sua cena com a menina. hahaha
    Gente, eu morreria de vergonha, sério!
    Mas alegrou a minha noite agora hahaha. Tava rindo aqui!

    Beijão!

    Responder comentário

Comente!