terça-feira, 11 de setembro de 2012

Hundertwasser é o sobrenome do arquiteto que fez esse prédio residencial. Não é possível ver o apartamento por dentro, claro, mas o prédio em si é bem interessante. Lembra muito obra do Gaudí, por ser meio doido e colorido. Gente, sério, artista não é quem faz, mas sim, quem interpreta a obra! Olha que frase linda e de efeito: "Lembra muito obra do Gaudí, por ser meio doido e colorido"! Imaginem alguém falando: "Defina Gaudí em 3 palavras". "Doido, colorido e... e... espanha?" Camila, me salva!! Para quem não sabe, Camila é minha irmã. Ela é arte pura! Mora em Buenos Aires e também escreve em um blog.

Bom, definição feita, vamos para as fotos?



A próxima é de um barzinho dentro da lojinha na frente do prédio (no mesmo lugar tem um museu com entrada gratuita - só subir as escadas no fundo da foto):

Na verdade, é um espaço com várias lojinhas. Vendem coisinhas pequenas para lembrancinhas, algo para beber, salsichas, etc. Tem uma que já está manjada, mas gosto, que é a bolsa para carregar compras escrito "Não tem canguru na Áustria".

Vocês sabem que tem gente (muita, aliás) que confunde Áustria e Austrália, né? Quando estava em Brasília resolvendo as coisas do casamento, no meio de uma conversa falei que me mudaria para Áustria e a pessoa me perguntou se meu marido era australiano. Como diz o Leleco, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa, né não, minha gente? (Sim, vejo a novela pela internet até hoje. Prometo que paro de ver final de outubro. Risos)

Mudando de assunto, no dia em que fomos conhecer Hundertwasserhaus, quis fazer algo diferente no meu cabelo e fiz uma trança:

Eu sei, tem alguns errinhos, mas meu cabelo tem 500 metros e no final meu braço estava doendo horrores! Aí fui do jeito que estava mesmo, mas até que achei bonitinha para uma primeira tentativa! Por falar nisso, vocês se lembram que eu morria de medo de cortar cabelo e fazer sobrancelha por aqui? Só fazia no Brasil? Pois é, agora me casei, só sentirei o cheiro do Brasil uma vez por ano, então estava mais do que na hora de procurar um salão aqui em Viena. Eu sou tão doida com minha sobrancelha que, nossa, no dia que eu fui tirar, fiquei tão nervosa que parecia que eu ia apresentar uma tese de Doutorado plagiada(?). Pois é. Gente, meu cabelo estava tão grande que quando eu ia me ajeitar para dormir - gosto de dormir com o braço debaixo da cabeça/travesseiro - eu mesma puxei meu cabelo com o cotovelo, sabe? É, estava crítico desse jeito. Fui ao salão no dia seguinte - aquele em que Schatz cortou o cabelo dele, se lembram? Fui tremendo à toa! Adorei! Agora meu cabelo está com comprimento normal, a mulher não afinou minha taturancelha e só por não ter feito nada de errado, já virei cliente. Fora que o rapaz que corta o cabelo, o Daniel, é super simpático! Só tenho duas coisinhas estranhas para contar: eu tive que responder se eu ia cortar com o cabelo seco ou molhado e, segundo ele, não faz diferença nenhuma. Segunda coisinha estranha-boa: Schatz pagou 19 euros para o corte e eu também! No Brasil o feminino é 70 mil vezes mais caro, né?

Já estava me esquecendo de colocar como chegar no Hudertwasserhaus! É só pegar o metrô U3 ou U4 até a estação chamada Landstraße-Wien Mitte, sair na direção da rua Landstraßer Hauptstraße e virar à esquerda. Andar até Seidlgasse, depois até Kegelgasse, virar à direita até chegar na Hudertwasserhaus. Falando assim, parece que fica onde judas perdeu as botas, mas não fica não! São só 10 minutinhos de caminhada!

Beijos, queridos!

, , , ,

10 comentários até agora

  1. Eu sou apaixonada pela aequitetura do Hundertwasser!! Em Veina fiz questao de ir conhecer esse prédio!! Acho tao legal!!!

    E que bom saber que deu tudo certo com o cabeleireiro!!! Uma preocupacao a menos agora né?!!

    beijao

    Responder comentário

  2. Oi Lê!
    Adorei o local... Não conhecia não o "Hundertwasser"... mas adorei!!! Dicas preciosas para ir a Australia (ops... Austria né??)
    Ah! nós adoramos o Vapiano viu... a pizza é boa, pode comer... rsrsr. E não peguei fila nenhuma... acho que Dresden é menor... rsrsr
    Agora esta trança ficou MARA, eu não consigo fazer direito, pois tenho uma ninharia de cabelo e fica tudo torto... Ivan que faz umas tranças bacanas no cabelinho da valentina... vou pedir pra ele tentar... quem sabe né... rsrsrsr
    Beijossssssssssss flor...

    Responder comentário

  3. Raquel diz:

    Jesus... que palavrão é esse no título? Com um sobrenome desse fica difícil, hein... amiga, meu blog mudou de endereço... agora é www.eudonadecasa.com.br
    te vejo lá
    bjo

    Responder comentário

  4. Oiii

    ahhh aqui tambem tem uma dessas:
    http://odiariodaengenheira.blogspot.co.at/2011/09/hundertwasserhaus.html

    e o seu cabelo é lindo!
    bjsss

    Responder comentário

  5. Amei a arquitetura! E amei a sua definição, "doido e colorido", haha. Bem você mesmo!

    Sempre tento fazer uma trança dessas, mas sempre desisto na metade. Não tenho cordenação nenhuma. ;~ A sua ficou linda!

    Beijocas :********

    Responder comentário

  6. Também acho super legal, Babi!! O mesmo cara fez a Fernwärme daqui de Viena. É bem doida também, segue o mesmo estilo. haha
    Uma preocupacao imensa a menos! hauhuahua :D

    Beijao!!

  7. É facinha de fazer, Anoca!
    Vi um video no youtube há muito tempo e fiz só agora, mas valeu a pena! :D

    Vou experimentar a pizza lá e te conto!!
    Beijao!!

  8. Legal, Raquel!!
    O novo site ficou lindo! Adorei!!
    Beijao!!

  9. Nao sabia que aí também tinha, Anna!!
    Eu acho super legal por fora, mas se eu morasse em um apê desses, acho que ia ficar doida! hauhaua

    Beijao e obrigada pelo elogio!

  10. Rafa, só pegar vídeo no youtube! hauhaua Sério, se eu consegui sozinha no meu cabelo, tem segredo nenhum nao!
    Tente e depois me conta! :D

    Beijao!!

Comente!