quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Quando me mudei para Viena, li em vários lugares sobre Krimi und Dinner. Pesquisando, vi que é um jantar normal, mas alguém é assassinado e você tem que desvendar quem é o criminoso. É um jantar interativo à la CSI. Achei a ideia super divertida e queria muito participar.

Enquanto eu navegava pela internet, vi que teria uma Kriminacht aqui em Viena no dia 18.09 (ontem). Fui ver os locais e, além de vários restaurantes e cafeterias, tinha o Cassino! Jesus amado! Imaginem um jantar-CSI em um Cassino?! É de chorar de emoção, né? Tivemos que reservar os lugares porque lá eram limitados. Reservei o nosso pela Internet mesmo. Schatz e eu estávamos sonhando com ontem à noite (eu estava, pelo menos. Coloquei o Schatz no meio porque a gente é companheirão. haha). Ok, estava marcado para começar às 19:00. Tomei um banho, me arrumei, peguei meu distintivo, meu luminol (#aloka) e fui alegre e contente.

Chegamos lá, tirei foto do pôster na entrada. TCHARANNN:


Era um Cassino, minha gente! Nunca tinha entrado em um! Lá dentro, a fila estava grandinha e, quando chegou nossa vez, a mulher falou que os homens tinham que estar de terno. Schatz argumentou que não tinha nada escrito na confirmação, mas não teve jeito. Aí ela fala que eles alugam paletó por 5 euros. Alugamos, é claro, e fomos para a sala onde teria o Kriminacht. Primeira raivinha: era uma sala relativamente pequena e todas as cadeiras estavam ocupadas. Schatz e eu teríamos que ficar em pé. Lindo, né? Pô, se já tem que reservar lugar antes, porque não reservam só a quantidade de lugares sentados? Quem iria gostar de jantar e ver todo o auê de pé? E o peso da minha maletinha de perito? Aí ninguém pensou, né? Por esse motivo, o post vai ter um marcador "Ah, se fosse no Brasil", porque o que ia ter de gringo falando que Brasil "é uma bagunça, onde já se viu colocar pessoas em pé tendo que reservar lugar antes e lalalala" não ia ser brincadeira!

Enfim, de repente, não mais que de repente (só pra entrar no clima) eis que entra um cara, se senta na frente da sala e descobrimos que ele era um escritor austríaco de livros de suspense, crimes e etc. Minha gente, o Kriminacht era tipo uma noite de autógrafos do cara e das 19h até às 20h ele iria ler trecho do livro pra deixar a gente com vontade de ler e comprar no final!! Sim, queridos, em cada restaurante, em cada cafeteria era um escritor diferente divulgando seu livro. Minha vontade era ter tirado uma foto da minha cara quando soube disso. Eu sei que Krimi und Dinner e Kriminacht têm nomes diferentes, mas, gente, Kriminacht significa "noite de crime" e como teria em vários lugares de Viena, pensei que significava "a noite do jantar CSI"!

O escritor leu só uma parte (bem interessante, aliás) e não contou o resto da história para vender o livro. Detalhe: Schatz e eu pensávamos que teria jantar, né, minha gente? A noite acabou em uma pizzaria, nós dois ~ morrendo ~ de rir da noite.

Vocês querem saber qual era o crime do livro? SONEGAÇÃO FISCAL!

Diz aí, Marisa Monte, nossa trilha sonora pra noite de ontem!

Desilusão... Desilusão... Danço eu, dança Schatz

, ,

5 comentários até agora

  1. barb diz:

    rs comprou gato por lebre, ôh dó, snif ;/

    Responder comentário

  2. oi LÊ!
    já procurei, tem uns tres apenas e para Kindle... :(
    me avise se souber, pois vc é mestre em descobrir lojas boas.... rsrsrrs
    Sobre sua noite amiga foi uma Desilusão total... tadinha...
    beijosssss

    Responder comentário

  3. Pelo menos rendeu boas risadas, né? Foi um sinal para irmos juntas! :D :*****

    Responder comentário

  4. poxa, que sacanagem!! Pelo menosa valeu pelas risadas né?! bjs

    Responder comentário

  5. Jaque diz:

    Olá! Achei muito divertido seu blog :) Tb sou brasileira morando fora do Brasil (Alemanha) e é gostoso de ver como vivemos situações parecidas nesse mundo novo. Sinto-me menos só :)

    Tb tenho um blog: http://www.jaquelinapascholati.blogspot.de/

    Abraço
    Jaqueline

    Responder comentário

Comente!