segunda-feira, 4 de novembro de 2013


Gente, o blog está voltando aos pouquinhos, ok? Já levei puxão de orelha de uma leitora que disse que um post por semana é barra para leão. Aliás, só um parêntese: o Scho Schee me trouxe pessoas maravilhosas. Se tem uma coisa que eu indico muito para quem está ou vai morar fora, é criar um blog. Mesmo se você tiver vergonha, faça. Não precisa divulgar. Coloquei o nome do meu blog de "Scho Schee" justamente para ninguém encontrar. Hoje em dia não me importo mais e a fase da vergonha vai passar para você também. Se não passar, não tem problema nenhum. Continue sem divulgar! Esta leitora que falei no início - por enquanto só conheço pela internet - se tornou uma grande amiga e eu tenho plena consciência que sem o blog, a gente nunca teria se encontrado (o que seria uma pena). Titinha, um beijo para você e prometo fazer mais posts! Esta semana terá um post novo por dia (oremos). Se preparem, queridos!

Agora podemos começar com o assunto de hoje. :)

Esta é a primeira bike das crianças, chamada por aqui de Laufrad:


Qual a diferença dela para as nossas? Reparem na idade do menininho. Ele tem mais ou menos 3 anos, né? Ele terá muito mais sucesso ao se aventurar nas pedaladas em sua primeira bicicleta "de verdade". Por que? Notem que a Laufrad é sem pedal e sem rodinhas!

O resultado é a criança aprender bem mais rápido, já que precisará ter equilíbrio desde o início para conseguir se divertir. Só vejo pontos positivos tanto para os pais como para os filhos. Afinal, o próximo passo será colocar os pedais para que ela - a criança - ande mais rápido e curta mais, evitando que os pequenos passem pelo medo de cair quando os pais retirarem as rodinhas, como acontece no Brasil. Não é o máximo?

Vou trazer para a minha vida quando tiver filhos. Ah, vou sim. Sem dúvida nenhuma!

Agora um vídeo para vocês visualizarem melhor:


Vou nem falar que tem vários vídeos no youtube com fofurices de 18 meses (sim, 1 ano e meio) andando com a Laufrad. Sem querer me difamar, mas eles não sabem nem andar direito e já me dão um banho na bike. Como lidar? Alguém tem um bom terapeuta em Viena para indicar?

P.S: Cynthia, muito obrigada por ter curtido a página do Scho Schee no facebook! :D

Beijos, queridos!

3 comentários até agora

  1. sou fa dessas bicicletinhas também, vamos ver se o Leopold aprende a andar numa dessa em vez do estilo com rodinhas...

    Responder comentário

  2. Post todo dia ????
    Hummmm !
    Já comecei a orar!
    ; )

    Responder comentário

  3. Post todo dia? Quero só ver (e ler todos, claro!) Tá vendo, sem puxão de orelha as coisas não andam... hahaha Armaria, que leitora chata! kkkk

    Responder comentário

Comente!